This page contains a Flash digital edition of a book.
DICAS PARA MEMORIZAÇÃO
O professor Henrique Pinto fala da leitura
à primeira vista como um elemento importante
MEMÓRIA VISUAL
nesse aspecto. O violão não faz parte da orques-
✖ Procurar cantar as notas das melodias de cor, dizendo os nomes das notas, sem o violão.
✖ Escrever a partitura em folhas pautadas, depois conferir com a partitura original.
tra e nem todos os violonistas fazem música de
câmara. Essa falta de prática faz com que a leitu-
MEMÓRIA DIGITAL OU MUSCULAR
ra à primeira vista seja prejudicada, ao contrário
✖ Estudar a música de forma constante e bem realizada.
de músicos de instrumentos de orquestra ou de ✖ Escrever a digitação na partitura, tanto da mão esquerda quanto da mão direita. É importante
formações camerísticas mais difundidas.
estudar sempre da mesma maneira.
MEMÓRIA DIGITAL
MEMÓRIA AUDITIVA
✖ Treinar a percepção musical constantemente. Tanto os intervalos quanto os acordes podem
OU MUSCULAR
ser memorizados no violão. Se possível, grave-os ou peça para alguém tocá-los e tente des-
Esse tipo de memória está associado a aspectos
cobrir quais são.
físicos do instrumentista. A memorização, neste ✖ Pegar partituras de músicas que você não conhece e tentar cantar a melodia. Em seguida,
caso, viria da prática muscular no estudo do ins-
tocar no violão e ver se acertou.
trumento, o que acostumaria o aparato corporal

(mãos, braços, gestual) à realização da música.
CONCENTRAÇÃO
✖ Estudar sempre de forma concentrada e em local silencioso, absolutamente absorto na mú-
Não é incomum ouvir relatos de violonistas
sica. Não treinar pensando em outros assuntos ou assistindo televisão, ouvindo rádio ou algo
amadores – e até de alguns profi ssionais – dizen-
do tipo. O foco deve ser totalmente a música.
do que, de tão nervosos no palco, só não esque-
✖ Praticar meditação diariamente.
Memorização
ceram a música por algum milagre. Na verdade, ✖ A concentração deve ocorrer tanto em casa, em seu estudo diário, quanto no palco. Deixar
o que pode ter acontecido é que a parte muscu-
para se concentrar apenas no palco não adianta, caso o treino em casa não tenha sido
lar estava tão acostumada com a música, após
bem focado.
treinamentos constantes, que mesmo falhando
OUTRAS DICAS
a memória visual e a auditiva, a memória mus-
✖ Analisar todos os aspectos da música, desde a harmonia até os recursos sonoros. Quanto
musical
cular teria suprido esse problema.
mais se conhecer da música, mais fácil será memorizá-la.
Todos os movimentos de mão esquerda ✖ Ter sempre alguns pontos-chave na música os quais você possa retomar caso ocorra alguma
(como traslados, ligados, posições, etc.) e mão
falha de memória em uma apresentação.
direita (mudanças de angulação, posição na cor-
✖ Jamais entre no palco pensando numa possível falha de memória.
da, etc.), quando bem treinados e com muito
tempo de prática, ajudam muito na memoriza- mente pela falta de concentração do violonista fl uente à primeira vista. Lembre-se de que a
ção da música. em uma situação de palco, e não por falta de concentração e a memorização são também
estudo. O erro mais comum é, justamente no treinamentos e devem ser incorporados ao es-
MEMÓRIA AUDITIVA momento em que está tocando, o músico ima- tudo diário do instrumento. Bons estudos!
É a lembrança de aspectos sonoros em deter- ginar a possibilidade de ter um ‘branco’ em al-
minada obra musical. Alguns violonistas conse- gum momento. Infelizmente, esse é o primeiro
guem se lembrar de trechos de peças (ou peças passo para o ‘branco’ realmente vir a ocorrer.
inteiras) por meio da linha melódica ou forma- Isso acontece por falta de concentração e foco
eth Leite
gar
ção de acordes, o que auxiliaria nas outras duas na música. Esse treino deve ser feito diaria- ar
M
memórias já comentadas. Quanto melhor o mente e de forma constante, absolutamente
treinamento auditivo do músico, maiores serão associado à parte musical.
as chances dessa memorização. Aspectos como
intervalos, sonoridades de acordes e recursos CONCLUSÃO
timbrísticos, quando bem assimilados, são fer- Como vimos, há vários aspectos que podem
ramentas importantíssimas para uma perfor- e devem ser treinados, referentes à memoriza-
mance segura. ção. Quanto melhor o estudo, maior a chance
de se ter sucesso. Horowitz e Rubinstein não
Gilson Antunes é violonista erudito e faz
concertos por todo o Brasil. Estudou na Guildhall
CONCENTRAÇÃO são casos isolados e podemos citar os violo- School of Music and Drama, em Londres, e é
mestre em Musicologia pela Universidade de
Outro aspecto fundamental quando se fala em nistas Eduardo Fernandez e Nicolas de Souza
São Paulo (USP). Atualmente é professor de
memorização está relacionado à concentração. Barros como dois outros exemplos de gran-
violão da Universidade Federal da Paraíba
(UFPB). E-mail: sonant@ig.com.br
Muitas vezes, a falha de memória ocorre justa- des músicos com excelente memória e leitura
43
Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32  |  Page 33  |  Page 34  |  Page 35  |  Page 36  |  Page 37  |  Page 38  |  Page 39  |  Page 40  |  Page 41  |  Page 42  |  Page 43  |  Page 44  |  Page 45  |  Page 46  |  Page 47  |  Page 48  |  Page 49  |  Page 50  |  Page 51  |  Page 52  |  Page 53  |  Page 54  |  Page 55  |  Page 56  |  Page 57  |  Page 58  |  Page 59  |  Page 60
Produced with Yudu - www.yudu.com. Publish online for free with YUDU Freedom - www.yudufreedom.com.