This page contains a Flash digital edition of a book.
cinco horas sem parar. A memória digital está
lá, o trabalho com o instrumento é importante.
O que Yamandu usa
Estudar oito horas por dia nada mais é que a
VIOLÕES
mão estar leve, estar funcionando. Cada um faz
“Uso um violão de sete cordas do Tércio Ribeiro (foto). É um
isso da maneira que pode – uns vão para a uni-
Ramirez brasileiro. É de cedro, só uso de cedro. É um instrumento
versidade, outros estudam em casa, tem gente
simples, com um som brilhante. Não tenho um violão para cada
que resolve isso numa festa, tem gente que estu- coisa. Levo esse violão para o bar e para a sala de concerto.”
da de madrugada. Tem de achar sua maneira de
trabalhar. Eu deixo o violão sempre por perto. CAPTAÇÃO
Na sala da minha casa tem uma TV, que atrapa-
“Esse violão não é furado. Uso um microfone AKG que adoro. É
lha a vida um pouco. Às vezes fi co lá, tocando
um microfone barato, de fácil acesso. Uso próximo à boca
do instrumento.”
enquanto vejo algum programa, tirando trilhas
de propaganda.
CORDAS
“Uso as Savarez de carbono. Elas têm um som aberto, com
» Como você trabalha seus arranjos? os agudos bem claros. Às vezes uso as Augustine Imperial e a
No palco tem muita improvisação. Vou criando
sétima da DʼAddario.”
meus arranjos no palco. Então você armazena
aquilo, as partes que fi caram mais legais. São
UNHAS
“Uso uma camada de silicone em cima da
colagens de improvisações. Agora, em
unha. Minhas unhas vão gastando para o
casa, eu não sei ‘estudar’ um arranjo.
lado esquerdo. Não aprendi a lixá-las, mas
deixo-as mais arredondadas. Antes usava
» Nesse último disco, Lida, você se au-
unhas maiores, mas com unha menor é
toproduziu. Como foi isso?
mais fácil de tocar. Também tem de ter o
Esse último disco foi uma volta para casa,
som de polpa.”
pois é um trabalho muito voltado para a
música gaúcha. Quando comecei a ler o Éri-
co Verissimo fi quei louco. Compus inspi- » Quais são seus outros trabalhos novos?
rado pelos personagens de O Tempo e o Gravei agora um disco ao vivo com o Hamilton
Vento. Foi um disco que gravei deva- de Holanda. Devo tocar esse ano e, se possível,
gar. Já tinha a formação na cabeça, gravar, com a Orquestra Sinfônica Brasileira.
queria a sonoridade daquela forma, Estou trabalhando um disco que vai se chamar
de violão, baixo acústico e violino. Meu Rio, uma homenagem ao Rio de Janeiro,
Lembra as formações do Stephane cidade que adotei para morar.
Grapelli e Django Reinhardt, para
mim o maior guitarrista do mun- » Para quem se espelha em você, o que diria?
do. Para mim, ele é o cara. Lembra Para não se espelharem só em mim, mas em
aquela sonoridade, só que tocando muitas pessoas. O violão é muito grande. E tam-
outra música, né? Demorou um pouco bém não ter preconceito, nem com os ‘limpos’,
para a gente gravar. No início era uma ex- nem com os ‘sujos’. O violão não dá a mínima,
periência para ver como fi cava essa sonoridade. é maior que tudo isso! Tem de ouvir tudo o que
Fui mostrando aos amigos, sempre bons músi- violão acima de tudo! Tem os caras que sabem é bom, tocar Bellinati, Barrios, Marco Pereira,
cos, pedindo opiniões. que não nasceram para fazer aquilo, mas pelo essa galera. Tenho minha maneira de tocar e
esforço fazem uma coisa bem-feita, editam li- cada um tem de buscar a sua. E, acima de tudo,
» Você tem viajado bastante. Nessas viagens, o vros bem-feitos, compõem bem pra caramba, ter o violão como parceiro, como amigo, inde-
que tem tirado de aprendizado? mas que não nasceram com facilidade para pendentemente de tocar bem ou mal, tocando
Tenho viajado por festivais de violão e de jazz tocar violão. Pode parecer pretensão minha, um Ré maior básico ou uma peça complicada.
mundo afora e vejo que existem pessoas real- mas nunca sofri para tocar violão. Não tenho O violão é um instrumento para juntar gente.
mente apaixonadas pelo instrumento, inde- esse ‘bombrilzinho’ de limpeza, de afastamen-
pendentemente de qualquer coisa. Tem aqueles to do instrumento. Esse tipo de detalhe nun- Site
caras que nunca irão tocá-lo, mas que amam o ca me importou. www.yamandu.com.br
25
Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32  |  Page 33  |  Page 34  |  Page 35  |  Page 36  |  Page 37  |  Page 38  |  Page 39  |  Page 40  |  Page 41  |  Page 42  |  Page 43  |  Page 44  |  Page 45  |  Page 46  |  Page 47  |  Page 48  |  Page 49  |  Page 50  |  Page 51  |  Page 52  |  Page 53  |  Page 54  |  Page 55  |  Page 56  |  Page 57  |  Page 58  |  Page 59  |  Page 60
Produced with Yudu - www.yudu.com. Publish online for free with YUDU Freedom - www.yudufreedom.com.