This page contains a Flash digital edition of a book.
Strings
O VIOLÃO E O SAMBA
D
emocráticos, populares, inseparáveis. Na música brasileira,
violão e samba possuem uma identifi cação mútua, impossível de
imaginar um sem o outro. Foi pensando nessa relação que a cantora
Dorina, ao lado dos violonistas Cláudio Jorge e Carlinhos 7 Cordas,
gravaram o CD O Violão e o Samba (Zambo Discos). “A idéia foi fazer
uma homenagem ao violão. Ele está em todas as vertentes musicais,
em todas as rodas e esquinas. O repertório é focado nos sambas
que falam sobre o violão, de todas as formas”, disse Dorina. Nobre
companheiro, o velho pinho é retratado em canções de Baden Powell,
Nei Lopes, Paulinho da Viola, Cartola, Chico Buarque, Arlindo Cruz
e Sombrinha, Bide e Marçal, entre outros bambas. A escolha dos
músicos não poderia ter sido melhor, afi nal, Cláudio e Carlinhos são
dois violonistas tarimbados e muito requisitados no meio do samba.
“Já tinha tocado várias vezes com Carlinhos. Com Cláudio Jorge foi a
primeira vez. De prima nós nos reunimos no estúdio e fi zemos como
se fosse ao vivo, para termos resposta imediata da sensibilidade de cada
Carlinhos 7 Cordas, Cláudio Jorge
um. Os arranjos saíram na hora, não foram sequer escritos”, revelou
e Dorina: homenagem ao violão
Dorina. Altamente recomendável!
FEITICEIRA DO VIOLÃO
U
ma das grandes atrações do Festival de Inverno
de Campos do Jordão deste ano foi a violonista
americana Sharon Isbin. Vencedora de dois prêmios
Grammy e criadora e diretora do departamento de
violão da Juilliard School of Music, de Nova York,
a violonista deu um concorrido recital no dia 21 na
Capela do Palácio. Sharon apresentou sua técnica
perfeita, justifi cando o apelido de ‘feiticeira do violão’,
dado por Tom Jobim. “O conceito do programa foi
inspirado pela música folclórica da China, Estados
Unidos, Espanha, Cuba e América do Sul. Inclui
algumas peças escritas para mim, do Leo Brouwer,
Tan Dun e John Duarte”, disse ela à Violão PRO. No
dia seguinte, Sharon deu masterclasses para alunos
brasileiros. “São músicos talentosos. Uma das coisas
que eles precisam trabalhar são as cores e dinâmicas,
variar as repetições e contrastes, além de entender
melhor a estrutura e as frases da música”, disse ela.
Apesar da atenção e do bom humor de Sharon, a
organização da masterclass pisou na bola com os
participantes. Dos seis alunos selecionados, ela foi
avisada de que apenas quatro tocariam. De última
hora, o violonista Amadeu da Rosa Augusto fi cou de
Sharon Isbin: recital e masterclass
fora e não pôde tocar para ela.
concorridos em Campos do Jordão
12
STRINGS.indd 12 8/9/07 5:32:45 PM
Page 1  |  Page 2  |  Page 3  |  Page 4  |  Page 5  |  Page 6  |  Page 7  |  Page 8  |  Page 9  |  Page 10  |  Page 11  |  Page 12  |  Page 13  |  Page 14  |  Page 15  |  Page 16  |  Page 17  |  Page 18  |  Page 19  |  Page 20  |  Page 21  |  Page 22  |  Page 23  |  Page 24  |  Page 25  |  Page 26  |  Page 27  |  Page 28  |  Page 29  |  Page 30  |  Page 31  |  Page 32  |  Page 33  |  Page 34  |  Page 35  |  Page 36  |  Page 37  |  Page 38  |  Page 39  |  Page 40  |  Page 41  |  Page 42  |  Page 43  |  Page 44  |  Page 45  |  Page 46  |  Page 47  |  Page 48  |  Page 49  |  Page 50  |  Page 51  |  Page 52  |  Page 53  |  Page 54  |  Page 55  |  Page 56  |  Page 57  |  Page 58  |  Page 59  |  Page 60  |  Page 61  |  Page 62  |  Page 63  |  Page 64  |  Page 65  |  Page 66  |  Page 67  |  Page 68
Produced with Yudu - www.yudu.com